(19) 3242 2777  

(19) 9.8928-0809



Prótese de Silicone



O objetivo desta cirurgia é aumentar mamas pequenas, corrigir mamas assimétricas, e ajudar nas reconstruções de mamas que sofreram mastectomia.

Devido aos bons resultados que apresenta, é considerada uma das mais solicitadas cirurgias. Segundo estatísticas, mais de 2 milhões de pessoas, em todo o mundo, já colocaram implantes de silicone. A cirurgia normalmente é realizada sob anestesia local associada à sedação, ambulatorialmente. Existem diversos tipos de formatos (baixo, alto, moderado, natural alto, extra-alto) e de volumes. Também há diversos fabricantes autorizados pelo mercado.

É importante ser discutido com o médico o tamanho e a forma da prótese que irá ser colocada, bem como a melhor via de acesso. As cicatrizes se localizam ao redor da aréola ou no sulco infra-mamário (embaixo da mama) que tendem a ficar imperceptíveis com o tempo. Outra via de acesso é pela axila, onde a cirurgia é feita com auxilio da vídeoendoscopia.

No pós-operatório as massagens de drenagem linfáticas são recomendadas com a finalidade de promover uma diminuição do edema (inchaço) e evitar os riscos de contratura capsular. O retorno às atividades normais é possível em 7 a 15 dias e os exercícios físicos são liberados após alguns meses.



O objetivo desta cirurgia é aumentar mamas pequenas, corrigir mamas assimétricas, e ajudar nas reconstruções de mamas que sofreram mastectomia.

Devido aos bons resultados que apresenta, é considerada uma das mais solicitadas cirurgias. Segundo estatísticas, mais de 2 milhões de pessoas, em todo o mundo, já colocaram implantes de silicone. A cirurgia normalmente é realizada sob anestesia local associada à sedação, ambulatorialmente. Existem diversos tipos de formatos (baixo, alto, moderado, natural alto, extra-alto) e de volumes. Também há diversos fabricantes autorizados pelo mercado.

É importante ser discutido com o médico o tamanho e a forma da prótese que irá ser colocada, bem como a melhor via de acesso. As cicatrizes se localizam ao redor da aréola ou no sulco infra-mamário (embaixo da mama) que tendem a ficar imperceptíveis com o tempo. Outra via de acesso é pela axila, onde a cirurgia é feita com auxilio da vídeoendoscopia.

No pós-operatório as massagens de drenagem linfáticas são recomendadas com a finalidade de promover uma diminuição do edema (inchaço) e evitar os riscos de contratura capsular. O retorno às atividades normais é possível em 7 a 15 dias e os exercícios físicos são liberados após alguns meses.







Oriente-se com o seu cirurgião sobre riscos e complicações antes de cada procedimento.