(19) 3242 2777  

(19) 9.8928-0809



Abdômen



O objetivo da cirurgia plástica de abdome é retirar o excesso de pele, podendo também remover a gordura localizada e tratar a flacidez muscular. A obesidade, a gravidez e a diastase do músculo reto-abdominal são os principais fatores das alterações da parede abdominal, levando à flacidez da pele e músculos e ao excesso de gordura.

Estas alterações são normalmente tratadas com a plástica de abdômen, que pode ou não ser associada à lipoaspiração, bem como o tratamento da diastase do músculo reto-abdominal. Além de melhorar a flacidez da pele, reforça os músculos da região, melhorando a cintura e promovendo um achatamento do abdômen.

Três tipos de cirurgias serão indicadas, de acordo com o gráu de alterações:

Lipoaspiração: quando existe apenas excesso de gordura localizada;
Mini-abome: quando além do excesso de gordura, existe também uma flacidez pequena de pele, abaixo do umbigo;
Abdominoplastia: quando existe excesso de pele, gordura e flacidez muscular.

A anestesia geralmente utilizada é a peridural (a cirurgia está contra-indicada para as pessoas que estão acima do peso e que pretendem ter filhos). No pós-operatório é preciso repouso e andar levemente curvada.

Pode voltar às atividades, de modo moderado, após duas semanas, não realizando exercícios que exijam esforço na região abdominal



O objetivo da cirurgia plástica de abdome é retirar o excesso de pele, podendo também remover a gordura localizada e tratar a flacidez muscular. A obesidade, a gravidez e a diastase do músculo reto-abdominal são os principais fatores das alterações da parede abdominal, levando à flacidez da pele e músculos e ao excesso de gordura.

Estas alterações são normalmente tratadas com a plástica de abdômen, que pode ou não ser associada à lipoaspiração, bem como o tratamento da diastase do músculo reto-abdominal. Além de melhorar a flacidez da pele, reforça os músculos da região, melhorando a cintura e promovendo um achatamento do abdômen.

Três tipos de cirurgias serão indicadas, de acordo com o gráu de alterações:

Lipoaspiração: quando existe apenas excesso de gordura localizada;
Mini-abome: quando além do excesso de gordura, existe também uma flacidez pequena de pele, abaixo do umbigo;
Abdominoplastia: quando existe excesso de pele, gordura e flacidez muscular.

A anestesia geralmente utilizada é a peridural (a cirurgia está contra-indicada para as pessoas que estão acima do peso e que pretendem ter filhos). No pós-operatório é preciso repouso e andar levemente curvada.

Pode voltar às atividades, de modo moderado, após duas semanas, não realizando exercícios que exijam esforço na região abdominal







Oriente-se com o seu cirurgião sobre riscos e complicações antes de cada procedimento.